Postagem em destaque

CONHEÇA A CÂMARA EXTERNA DA ORDEM ROSACRUZ, AMORC

Caro Buscador, Seja bem-vindo à Câmara Externa da Antiga e Mística Ordem ROSACRUZ, AMORC! Esta modalidade de aproximação...

quarta-feira, 2 de novembro de 2016

EVOLUÇÃO - EXPANSÃO DA CONSCIÊNCIA


 EVOLUÇÃO

                                                       
UMA    PEQUENA HISTÓRIA


 A natureza tem escrito, em todas as épocas, as mais importantes histórias 
misteriosas, deixando ao Homem a descoberta desses enigmas. 
Assim, ocultou o mistério do renascimento na vida da pequena e humilde lagarta.


Embora possamos pesquisar as estrelas e galáxias, com todos os meios de que a ciência dispõe, acabaremos por verificar que as maiores leis místicas e 
princípios cósmicos se ocultam em pequenas coisas e seres, como no caso da 
lagarta, em nosso quintal.


Em seu corpo há um poder, um fenômeno de explicação impossível pelo 
homem comum: o poder do renascimento, ou, mas concretamente, a 
metamorfose de uma lagarta rastejante em borboleta colorida e alada.


As ações e reações básicas da lagarta não são muito diferentes das do 
homem comum: ela nasce, vive em seu pequeno mundo, sente fome, 
calor e frio, manifesta medo e procura alimento, sol e segurança,
 como todos nós.


Imagine-se por um momento no mundo estreito da pequena lagarta: ela 
só tem consciência de suas próprias necessidades físicas, de seu bem-estar 
ou mal-estar. Seu alcance visual vai a poucos centímetros, seu mundo é terra, 
pedras e folhagens. Seus sentidos a impelem na direção daquilo que é seu 
alimento,  seu único impulso para saciar um apetite incontrolável. Para ela, 
sua consciência se limita a essa existência; nada mais existe.


Se nós pudéssemos nos comunicar com ela e dizer que em breve ela criaria 
asas e poderia voar num grande mundo colorido de luz e lindas flores, um 
paraíso que jamais poderia sonhar, em contraste com a terra onde se arrasta, 
liberta do chão raso para esvoaçar feliz em outro horizonte, a lagarta não
 poderia acreditar, e diria que estaríamos loucos.


Esta seria também a observação que faria a maioria das pessoas, preocupadas
somente com a existência física e totalmente alheias à magnífica transformação que a natureza, sábia e Cósmica, planejou para todos: a expansão da Consciência, a continuidade da vida e a imortalidade da alma.

Se o homem meditar por alguns momentos sobre sua própria escala de 
consciência, ficará surpreso com o paralelo entre sua vida e a da lagarta.


Do mesmo modo que a lagarta não vê além das ervas, em seu pequeno universo, o Homem pode limitar sua visão à existência física cotidiana, incapaz de ver além de seu estreito horizonte mental. Existe uma dimensão cósmica, onde poderá receber as asas de uma consciência nova que nem sonha existir.


Separadas apenas pelo fenômeno que teve lugar na crisálida, lagarta e borboleta são uma só. Não houve morte, apenas transição, e isto é a manifestação de uma grande Lei.

Nossa consciência também pode ser despertada e libertar-se das limitações.

                                                                                    Fonte : www.amorc.org.br
                                                                                Divulgação Rosacruz Jequié:
                                                                 CONTATO :obuscador.divulga@gmail.com


Nenhum comentário:

Postar um comentário