Postagem em destaque

CONHEÇA A CÂMARA EXTERNA DA ORDEM ROSACRUZ, AMORC

Caro Buscador, Seja bem-vindo à Câmara Externa da Antiga e Mística Ordem ROSACRUZ, AMORC! Esta modalidade de aproximação...

domingo, 18 de dezembro de 2016

PARAPSICOLOGIA - Paranormalidade



PARANORMALIDADE

                                                       Por Instituto Padre Quevedo de Parapsicologia

A Parapsicologia divide os fenômenos parapsicológicos em três níveis: extra-normal, paranormal e supranormal. Uma pessoa que manifesta fenômenos parapsicológicos nós classificamos de psíquico. O fenômeno paranormal é muito raro. Já o extra-normal é mais freqüente. 

Todos nós temos faculdades. O que não temos é o fenômeno supranormal, que é relativo à dimensão divina. O fenômeno paranormal diz respeito ao extra sensorial, que o povo chama de telepatia. O efeito é o de conhecer o presente, passado e o futuro. Portanto, a paranormalidade refere-se somente a este fenômeno. Tudo o mais é relativo aos fenômenos extra-normais, sensoriais, de conhecimento ou também de efeitos físicos, parafísicos, que se referem à transformação da energia corporal em efeitos físicos, que nós chamamos de telergia quando é invisível, e de ectoplasma quando é visível. Estes fenômenos ocorrem numa área de até 50 metros ao redor da pessoa. Por exemplo, os fenômenos de casas mal-assombradas. Se nós afastarmos todas as pessoas destas casas a uma distância de 50 metros os fenômenos cessarão. Podemos acionar então câmeras de captar fenômenos que elas nada registrarão, pois os fenômenos são produzidos pelas pessoas e não pelos supostos espíritos. 

Cerca de 95% dos fenômenos de casas mal-assombradas são causados por meninas em fase de puberdade, filhas de pais muito repressores, o que lhe causa violentas descargas nervosas. Este fenômeno costuma durar vinte dias e depois desaparecer. Às vezes, porém, volta a aparecer mais tarde. O fato de as pessoas verem este fenômeno como magia ou coisa do demônio, acarreta na criança produtora do mesmo um maior desequilíbrio psíquico, o que agrava ainda mais a situação.

Portanto, quem é o psíquico? É aquela pessoa que, por qualquer motivo, seja ele genético, ambiental ou provocado, tem mais queda a provocar fenômenos parapsicológicos.

Porém, ninguém domina ou controla estes fenômenos. Quem abre consultório de adivinhação ou de manifestações está cometendo um crime. Porque estas pessoas não adivinham os números da loteria? Isso é pura charlatanice. 



Nenhum comentário:

Postar um comentário