Postagem em destaque

CONHEÇA A CÂMARA EXTERNA DA ORDEM ROSACRUZ, AMORC

Caro Buscador, Seja bem-vindo à Câmara Externa da Antiga e Mística Ordem ROSACRUZ, AMORC! Esta modalidade de aproximação...

domingo, 23 de outubro de 2016

ÉTICA - Sócrates



       ÉTICA

Sócrates (470 – 399) AC. defendia o caráter terno de certos valores como o bem, a virtude, a justiça, o saber, e tudo deveria ser feito em função deste ideal.

Na vida privada ou na vida pública, todos tinham a obrigação de se aperfeiçoar fazendo o bem.

Dizia: “O homem sábio só pode fazer o bem, 
           sendo as injustiças próprias dos ignorantes”.

Para Sócrates, todo erro é fruto da ignorância e toda virtude é conhecimento. Daí a importância de reconhecer que a maior luta humana deve ser pela educação e que a maior das virtudes é a de saber que nada se sabe.

Ele admirava aqueles que esculpiam imagens de pedra, pois, muito se empenhavam em fazer com que as pedras se assemelhassem aos homens, enquanto outros negligenciavam  a si mesmos e se tornavam semelhantes a pedras.

Sócrates foi condenado à morte e devia tomar cicuta (veneno), podia ter fugido da prisão, pedido clemência ou ter saído de Atenas, mas não quis. Morreu pela ética, pelos valores que acreditava.
Pensamentos de Sócrates:

“É costume de um tolo, quando erra, queixar-se do outro. 
É costume do sábio queixar de si mesmo.”

Inquirido sobre qual seria a mais forte cidade, 
respondeu: "aquela que tivesse bons homens"

Sobre qual seria a mais ordeira cidade,
 disse:
 "aquela cujos magistrados concordassem amigavelmente".

Qual seria a melhor cidade, 
disse: 
"aquela que oferecesse mais recompensas para a virtude"

Qual a cidade que viveria melhor, 
respondeu: 
"aquela que vivesse conforme a Lei e punisse os injustos".





Nenhum comentário:

Postar um comentário